Entenda a lei do cheque e como resolver uma dívida dessa ordem de pagamento

Você sabe o que é a lei do cheque?

Basicamente, é a lei que envolve o pagamento feito contra um banco, conhecido também como sacado, por quem tiver fundos disponíveis ou autorização para emitir cheques a partir de um contrato expresso.

Ele é chamado de título de modelo vinculado, que significa que depende de uma padronização para a sua emissão.

A lei do cheque envolve 3 pessoas: o sacador, que é quem emite o cheque, o sacado, que é quem vai pagar o cheque, e o favorecido, que é quem receberá o valor do cheque, ou melhor, o pagamento.

Agora que já conhece alguns aspectos dessa lei, aproveite para saber qual é a melhor forma de resolver uma dívida de um cheque devolvido.

Mas antes, vamos entender os prazos estipulados pela lei do cheque.

 

Prazos estipulados pela lei do cheque

São dois prazos definidos pela lei do cheque:

1 – Prazo de apresentação

É aquele dá início ao prazo de prescrição e não invalida o pagamento após o vencimento.

 

2 – Prazo de prescrição

Se refere a um prazo de seis meses contados do fim do prazo de apresentação.

Caso ele não seja cumprido, o beneficiário deve realizar uma ação de cobrança do título acionando o emitente.

 

Se fugir dos prazos estipulados pela lei do cheque e não pagar a sua dívida, você com certeza terá muitos problemas.

Entenda como solucioná-los no próximo tópico!

 

Como resolver uma dívida de cheque devolvido?

Se o favorecido depositou o cheque e você não tinha o dinheiro na conta, provavelmente vai entrar em contato com você para negociar uma nova apresentação.

Assim você se organiza, deposita o dinheiro na sua conta e quando ele fizer a apresentação o cheque será compensado e tudo ficará bem.

Mas e se devido a uma eventualidade você não tiver esse dinheiro e não conseguir efetuar o pagamento?

Então ficará com o nome sujo, infelizmente.

Quer saber como resolver?

Primeiro você precisará levantar as informações do cheque, como número, data e valor. Busque-as no canhoto do talão. Com certeza você anotou lá esses dados.

Depois, procure o favorecido e negocie o valor para pegar o cheque de volta, mas não se esqueça de solicitar o recibo que comprove que pagou a sua dívida.

Leve tudo ao banco, pague uma taxa e aguarde que a instituição providencie a retirada do seu nome do SPC.

Pareceu complicado? E é mesmo!

Mas nós temos uma alternativa mais simples e também muito mais confiável do que essa.

Clique aqui para solicitar uma consultoria com um especialista.

Ele vai dar todas as orientações que precisa e ainda te ajudar a resolver a situação de maneira muito mais simples.

Aproveite essa oportunidade!

Quer ler mais artigos sobre dívidas? Então acesso o SOS Dívidas.

 

Quer ser um consultor de dívidas? Então clique aqui.

Fique por dentro também nas redes sociais:

https://www.instagram.com/consultordedividas/

https://www.facebook.com/consultordedividas

https://twitter.com/soscredito

 

Equipe SOS Dívidas

 

 

 

Gostou? Deixe o Seu Comentário!

Já está com o nome limpo e não consegue crédito? Entenda mais sobre o assunto

Depois de muito esforço, finalmente você conseguiu deixar o seu nome limpo.

Com certeza agora já pode respirar aliviado e voltar a ter boas noites de sono!

Só que tem um pequeno problema: apesar de já ter tirado o seu nome do SPC Serasa, você tentou um crédito e não conseguiu.

Por que será que isso aconteceu? É a pergunta que tem feito a si mesmo a todo momento.

Mas não se desespere, pois nesse artigo eu vou tratar justamente sobre esse assunto.

Você vai entender não só o motivo, mas também como resolver a situação de uma vez por todas!

 

Por que não consigo crédito mesmo com o nome limpo?

Mesmo com o nome limpo, você talvez não esteja conseguindo crédito. Sabe por quê? Por conta do seu histórico de dívidas!

Isso mesmo!

Se o seu nome foi em algum momento para a lista de inadimplentes do SPC Serasa, por mais que tenha pago todas as dívidas, as suas chances de crédito não são nulas, mas com certeza bastante reduzidas.

Infelizmente algumas empresas analisam a situação da seguinte forma: se o consumidor não pagou corretamente por aquilo que adquiriu, se endividou e ainda por cima levou algum tempo para acertar, talvez ele não seja uma pessoa de confiança e pode fazer o mesmo com o meu estabelecimento.

Além disso, se você fez uma renegociação com desconto para quitar a sua dívida, esse valor será registrado pela instituição financeira no Banco Central do Brasil (Bacen), o que também pode dificultar  o acesso a um crédito, em especial para financiamento de veículos e de imóveis.

Você passa a fazer parte de um perfil de risco alto, e isso interfere na realização de um crediário ou no recebimento de um cartão de crédito com o banco.

 

Mas como eu posso resolver?

Não se preocupe, existe uma luz no fim do túnel para quem já está com o nome limpo.

Basicamente, você precisa começar a pagar todas as suas contas em dia para que a sua pontuação suba e assim consiga voltar a receber algum crédito que eventualmente necessite.

Você também precisa considerar nesse contexto, aquelas dívidas que caducam depois de 5 anos. O fato não ter pago, mesmo com o nome limpo agora, também vai permanecer no seu histórico como um débito que não pagou. Isso é ruim para a sua pontuação e também para a sua credibilidade.

 

Não consigo deixar o meu nome limpo. Que opção que eu tenho para resolver isso?

Você precisa deixar o seu nome limpo de uma vez por todas e aqui nós temos uma ótima opção!

Primeiro, acesse o Disk Dívidas e procure saber quais são os valores em aberto.

Depois, é só clicar aqui para receber uma consultoria muito especial, que envolve uma orientação do especialista com relação à sua situação e à melhor forma de resolvê-la.

Aproveite!

Leia outros artigos que podem te ajudar no SOS Dívidas.

 

Quer ser um consultor de dívidas? Então clique aqui.

Fique por dentro também nas redes sociais:

https://www.instagram.com/consultordedividas/

https://www.facebook.com/consultordedividas

 

Equipe SOS Dívidas

Gostou? Deixe o Seu Comentário!

SPC Serasa: riscos para você e para a sua empresa

Ter o nome negativado no SPC Serasa não é nada bom.

Além de correr o risco de se enrolar com as dívidas, isso ainda pode te prejudicar na hora de solicitar um crédito para fazer aquela compra que tanto queria.

E se você é um empresário, pode ter certeza de que isso cedo ou tarde vai impactar de alguma forma no seu negócio.

Portanto, quanto maior o nosso cuidado com relação às restrições no nome, mais simples fica a nossa vida.

Mas é claro que imprevistos acontecem e ninguém está livre desse tipo de situação.

O problema é que as consequências de ter o nome negativado no SPC Serasa são realmente bastante chatas.

Quer saber quais são elas?

Então faça a leitura desse artigo!

 

Mas afinal, quais são os riscos de ter o nome sujo no SPC Serasa?

1 – Não conseguir financiamentos

Hoje em dia, até mesmo uma simples loja de roupas checa se o nome do cliente que quer fazer um crediário consta no SPC Serasa.

Os estabelecimentos fazem a consulta do CPF justamente para saber se vale a pena ou não liberar um crédito ou um financiamento para você.

Se tiver uma restrição, as chances de conseguir fazer a compra dessa forma são praticamente nulas.

Além disso, você com certeza vai se sentir muito frustrado e envergonhado quando tentar fazer um crediário para comprar um eletrodoméstico, por exemplo, e além de ouvir um “não” do vendedor, ainda vai sair da loja com as mãos abanando.

2 – Cancelamento de benefícios com o banco

Com o nome no SPC Serasa, provavelmente o seu talão de cheques será cancelado, bem como as suas linhas de crédito, como o cheque especial, por exemplo. E esse tipo de benefício pode ser bastante útil para uma eventualidade.

Portanto, se eles forem cancelados e você estiver em uma situação emergencial, poderá sofrer algumas consequências bastante inconvenientes.

 

3 – Dificuldades em processos seletivos

Se você está desempregado, saiba que ter o nome no SPC Serasa pode te atrapalhar bastante na hora de conquistar aquela vaga que tanto almeja.

Isso acontece porque a maioria das empresas faz a consulta do CPF para saber a situação dos candidatos.

Por mais que você seja uma pessoa honesta e que o seu nome esteja sujo por uma situação específica, é preciso considerar que a empresa não te conhece e não sabe quais são os seus hábitos e valores.

Dessa forma, em um contexto de desempate, talvez o candidato sem restrição no nome terá mais chance de conseguir a vaga do que você.

 

4 – Problemas para locar imóvel

Finalmente quer alugar uma casa pra você?

Ótimo!

É mesmo muito bom ter o seu próprio canto, seja para morar sozinho ou para iniciar uma vida a dois.

Bom, independentemente da situação, saiba que essa é mais uma situação bem inconveniente de ter o nome sujo no SPC Serasa.

Infelizmente, com essa restrição você não conseguirá dar entrada no seu processo de locação.

 

Mas e para os empresários, qual é o risco de estar com o nome no SPC Serasa?

Quando você tem uma empresa é essencial que organize as suas finanças, tanto as pessoais quanto as corporativas, para conseguir administrar muito bem o seu negócio.

Se o seu nome estiver negativado no SPC Serasa, o risco disso virar uma bola é muito grande, ao ponto de impactar nas finanças da sua empresa.

O seu negócio precisa de caixa. O dinheiro que recebe quando faz uma venda, por exemplo, deve ser muito bem administrado e jamais usado para despesas pessoais sem que esteja destinado a elas previamente.

Além disso, dependendo do seu trabalho, talvez em algum momento você precise fazer alguma solicitação no seu nome, como abrir uma conta corrente ou pedir um cartão de crédito. E, claro, estando no SPC Serasa não conseguirá fazer.

 

Quer ler algumas dicas sobre solução de dívidas? Então acesse os artigos do SOS Dívidas.

Fique atento e cuide para que o seu nome não fique negativado no SPC Serasa.

Mas não se desespere ainda caso esteja com alguma dívida.

Clique aqui para conhecer uma ótima alternativa!

 

Quer ser um consultor de dívidas? Então clique aqui.

Fique por dentro também nas redes sociais:

https://www.instagram.com/consultordedividas/

https://www.facebook.com/consultordedividas

 

Equipe SOS Dívidas

Gostou? Deixe o Seu Comentário!

Negociação de dívidas: por que não negociar com bancos e financeiras


Quer saber mais sobre a melhor forma de fazer a negociação de dívidas?

Que bom, porque essa é uma excelente oportunidade de sair de uma vez do vermelho e, claro, voltar a ter boas noites de sono!

Mas você sabia que esse processo não necessariamente precisa ser feito com os bancos?

Isso mesmo! Existem formas muito mais baratas e que ainda por cima não vão trazer as dores de cabeça que essas instituições costumam dar.

E se você não conhecer as alternativas que podem efetivamente te ajudar, corre o risco de se enrolar ainda mais, infelizmente!

Ficou interessado?

Então aproveite a leitura desse texto!

Você vai entender os motivos pelos quais a negociação de dívidas não deve ser feita com os bancos e ainda vai conhecer uma oportunidade especial no final do artigo.

Aproveite!

 

Por que não fazer a negociação de dívidas com os bancos?

1 – Processo burocrático

Em primeiro lugar, a negociação de dívidas com os bancos costuma passar por um processo bastante burocrático.

Talvez você precise ir e voltar algumas vezes, levar documentos e aguardar mais do que gostaria para ser atendido, mesmo quando o valor em aberto for relacionado a uma dívida com banco.

Considere que está passando por um momento difícil e o que você mais quer é fazer tudo de forma simples e rápida.

 

2 – Nem sempre o atendimento é o melhor

Nem sempre os profissionais de agências bancárias são solícitos, cuidadosos e gentis.

Algumas vezes precisamos lidar com o mau humor e a falta de atenção dessas pessoas, infelizmente.

Apesar dessa situação não ser uma regra, quando estamos em um contexto de negociação de dívidas, ter que lidar com isso só vai trazer mais chateação.

 

3 – Funcionários treinados para beneficiar a instituição

Você já se perguntou por que o atendimento nem sempre é tão bom?

Tenho certeza que sim!

E eu tenho a resposta para te dar!

O que acontece é que os funcionários e os gerentes são treinados para beneficiar a instituição bancária e não o cliente, em especial nas situações de inadimplência.

É por isso que você tem aquela sensação ruim de que a pessoa que te atendeu parece não conseguir se colocar no seu lugar.

E na verdade é isso mesmo que acontece.

Tá respondido?

 

4 – Juros altos

Geralmente essas instituições possuem algumas regras de juros já estipuladas, inclusive na dívida com banco, mas para você elas parecem mais um abuso do que qualquer outra coisa.

Se fizer a conta do valor total que terá que pagar incluindo os juros, com certeza vai ficar de “queixo caído”, pois ele pode ser absurdamente maior do que a própria dívida.

O ideal é que busque uma alternativa mais interessante e que não deixe você no prejuízo.

 

5 – Condições inflexíveis

Muitas vezes o parcelamento não cabe no seu bolso porque o banco não consegue dividir a dívida em mais parcelas.

É claro que você quer quitá-la o quanto antes, mas não pode, de forma alguma, comprometer o seu orçamento mensal.

Dependendo da sua situação, a negociação de dívidas com o banco acaba ficando inviável!

 

Conheça uma ótima opção para negociação de dívidas

Você conhece o Disk Dívidas?

Não?

Então vai gostar de conhecer!

É uma plataforma online, em que você decide por um tipo de atendimento, prata ou ouro, faz o pagamento pelo pag seguro com cartão de crédito, transferência, depósito ou boleto, e recebe uma consultoria diferenciada.

Trata-se de uma orientação assertiva e cuidadosa do especialista com relação à sua situação ou da sua empresa e à melhor forma de resolver o seu problema de uma vez por todas!

Viu que interessante essa alternativa para negociação de dívidas?

O que espera para solicitar o seu atendimento personalizado?

Pode ter certeza de que ele é muito mais justo, assertivo e benéfico do que o do banco!

Saiba mais sobre planejamento financeiro aqui.

 

Quer ser um consultor de dívidas? Então clique aqui.

Fique por dentro também nas redes sociais:

https://www.instagram.com/consultordedividas/
https://www.facebook.com/consultordedividas

Equipe SOS Dívidas

Gostou? Deixe o Seu Comentário!

Score Serasa: saiba o que é e como a ferramenta pode ajudar

score-serasa

Quer saber o que é Score Serasa e como ele pode ser útil?

Então fique por aqui e acompanhe esse artigo!

Score Serasa é uma ferramenta criada para facilitar a tomada de decisão na hora de conceder um crédito a um consumidor, tanto para questões pessoais quanto para o investimento em um negócio.

Basicamente, ela consiste na utilização de uma pontuação, que vai de 0 a 1000, para indicar a possibilidade de um perfil de pessoas pagar as contas em dia no período de 12 meses.

Basta fazer um cadastro no Score Serasa para visualizar as dívidas e a pontuação relacionada às chances de quitá-las.

Gostou e quer saber mais? Então acompanhe o próximo tópico. Você vai entender como essa ferramenta pode te ajudar!

 

Mas afinal, para que serve o Score Serasa?

O Score Serasa é uma ferramenta bastante útil não só para você saber as suas dívidas, mas também para entender as possibilidades de fazer a quitação.

Essa informação é muito importante porque ela norteia a sua tomada de decisão na hora de solicitar um crédito ou um empréstimo, por exemplo.

Está pensando em comprar um carro ou um imóvel? Acesse o Serasa Score e tenha certeza das suas possibilidades antes de iniciar qualquer processo de aquisição.

Além disso, ele é muito útil para que as empresas de crédito façam uma análise do perfil do consumidor. Com esse embasamento fica mais fácil disponibilizar créditos de maneira assertiva.

Mas será que é possível aumentar o score? Você vai saber no próximo tópico!

 

Como aumentar o Score?

Quer saber como aumentar o Score?

Considerando que o cálculo é feito de forma objetiva, levando em conta as informações constantes na base de dados do Serasa, o aumento vai depender, obviamente, da quitação das suas dívidas.

Sim, você precisa mudar o seu comportamento para que o mercado te veja de uma outra forma.

As opções nesse caso são:

1 – Quitar as dívidas e limpar o nome

2 – Começar a pagar as contas dentro dos prazos

3 – Manter os dados cadastrais atualizados na plataforma do Serasa

4 – Abrir um cadastro positivo no Serasa

Com relação ao cadastro do item 4, ele é uma ótima alternativa porque se refere ao seu histórico de crédito, como financiamentos, cartões, empréstimos e contas mensais. Dessa forma, as empresas de crédito podem avaliar melhor o seu histórico.

Resumindo: mudando o seu comportamento você consegue a liberação de crédito mais facilmente, incluindo a tão esperada compra do seu carro ou da sua casa.

 

Para saber de forma detalhada as restrições do seu CPF ou CNPJ, acesse o Disk Dívidas.

Basta arcar com um valor simbólico e optar pela consulta básica ou mais completa para ter em mãos todos os seus débitos. Assim você tem uma visão mais clara da situação.

E o melhor é que a consulta ainda garante de bônus um e-book com 15 dicas para renegociar as dívidas.

Clique aqui para saber mais sobre planejamento financeiro.

 

Gostou de saber mais sobre o Score Serasa? Então aproveite essa oportunidade!

 

Quer ser um consultor de dívidas? Então clique aqui.

Fique por dentro também nas redes sociais:

https://www.instagram.com/consultordedividas/

https://www.facebook.com/consultordedividas

 

Equipe SOS Dívidas

Gostou? Deixe o Seu Comentário!

REDUZIMOS PIS e COFINS DE SUA EMPRESA

Reduzimos e recuperamos diferenças pagas a maior em seu ICMS – ISS – Com base nos cálculos do PIS e da COFINS.

Retiramos da base cálculos recolhimento PIS – COFINS os valores relacionados ao ICMS e ISS.

Recuperamos os pagamentos realizados a maior nos últimos cinco anos e reduzimos, imediatamente, em menos de 30 dias, os pagamentos realizados nos meses subseqüentes.

TUDO NO EXITO!

Vamos enfatizar o benefício econômico que a primeira ação pode proporcionar aquela que trata da supressão do ICMS ou do ISS da base de cálculo do PIS e da COFINS.

Para dimensionar o que a ação pode proporcionar, vamos imaginar uma empresa que tenha R$ 1.000.000,00 de faturamento por mês e que o ICMS devido nessas Notas Fiscais de venda seja de 18%.

Nesse quadro, temos que o ICMS devido ao longo de um ano (R$ 12.000.000,00 x 18%) é igual a R$ 2.160.000,00.

Assim sendo, temos que o benefício econômico anual dessa ação para uma empresa que está no Lucro Presumido (3,65% de PIS/COFINS) é igual a R$ 78.840,00 (R$ 2.160.000,00 x 3,65%).

Isso é o que se deixa de pagar de tributo em um ano. Através dessa ação, essa empresa (i) deixa de pagar esse valor todos os anos  e (ii) consegue reaver o que foi pago indevidamente nos últimos 5 anos, com correção pela Taxa SELIC (R$ 78.840,00 x 5 = R$ 394.200,00 + SELIC).

Esses valores a serem recuperados podem ser recebidos em espécie ou podem ser usados para pagar tributos federais (à exceção de contribuições previdenciárias).

Nossa remuneração é de 20% sobre a diferença da redução conquistada.

Positivamente,

Emanuel Gonçalves da silva

www.sosdividas.com.br

Email – soscampanhas@gmail.com

71-991946663 WhatsApp

 

Gostou? Deixe o Seu Comentário!

Seu CPF ou CNPJ Livre de Restrições

Este tormento vem sendo ao longo de décadas a grande e principal dificuldade dos Empresários, cnpj e consumidores, cpf para prosseguir em seus negócios.

Os Bancos, através da Serasa e SPC, se colocaram como  todos poderosos para impedir acesso ao crédito e em diversas situações por apenas um problema, um desacordo ou dificuldade fruto da recessão,  “sujam” seu nome impiedosamente, desencadeando como conseqüência um estrangulamento imensurável na saúde financeira de Empresas e pessoas.

Mas agora este grave problema tem solução através de nossa consultoria.

Mediante a propositura de ação judicial, com pedido liminar e  tutela de urgência, cujo objeto é a retirada dos nomes de todos os órgãos de proteção ao crédito, em menos de 20 dias garantimos o nome de sua empresa, sócios e fiadores excluídos e Livre das restrições da SERASA, SPC, SCPC Brasil, Boa Vista.

Parece um sonho, mas, é realidade e tudo de forma legal com base e amparados em decisões judiciais.

Desta forma, se você está passando por este drama, temos a solução, escreva para soscampanhas@gmail.com ou faça contato pelo telefone 71-991946663 WhatsApp.

Positivamente,

Emanuel Gonçalves da Silva

www.sosdividas.com.br

Gostou? Deixe o Seu Comentário!

Consumidores Positivos: O que é isso?

O cadastro positivo, também conhecido como cadastro de consumidores positivos, é uma forma de registrar seus pagamentos em dia e construir um histórico de crédito positivo, tanto como pessoa física quanto jurídica. Este cadastro positivo pode ser usado em análises de crédito, aumentando as suas chances de conseguir uma aprovação de ficha.

Continue Lendo

Gostou? Deixe o Seu Comentário!

Como funciona o pagamento mínimo do cartão de crédito

O cartão de crédito, que tantas vezes nos tira de apuros, pode acabar sendo uma forma de entrarmos em apuros!

Você sabe como funciona o pagamento mínimo do cartão de crédito?

Continue Lendo

Gostou? Deixe o Seu Comentário!

Busca e Apreensão de Veículos: 3 dicas para escapar dessa fria!

Caros leitores, a situação econômica não está boa para ninguém. A inadimplência cresce, os juros aumentam e as dívidas acumulam. E o que mais causa sofrimento e prejuízo para o consumidor é a busca e apreensão de veículos, prática “marginalizada” pelas financeiras, que se utilizam de má fé para conduzir seu consumidor à pior situação financeira possível.

Mas há 3 hábitos que você pode praticar para evitar de cair nessa situação. E a SOS Dívidas vai compartilhá-los com você neste artigo! Leia e descubra!

Continue Lendo

Gostou? Deixe o Seu Comentário!