Ações do Besc Garantia Caução de Dívidas

Devido a eficácia das decisões judiciais favoráveis nos tribunais de justiça tem crescido muito a procura de ações do Besc para garantia e caução de dívidas bancarias.

Dívidas com o Banco do Brasil, Caixa Econômica e outros bancos estão sendo impetradas ações ou apresentado defesa nas execuções com garantia caução das ações preferenciais do Besc – Banco do Estado de Santa Catarina.

Entretanto é preciso ter o cuidado necessário na aquisição destas ações para que as mesmas sejam de origem idônea devidamente acompanhas e atestadas por Laudo de autenticidade além do laudo de avaliação do valor das ações atualizadas.

Através das ações do Besc pode também ser requerida a compensação das dívidas, a rigor são ações do Banco do Brasil devido à incorporação realizada do Besc para o Banco do Brasil, entretanto é necessário deixar claro que a compensação vai depender bastante dos julgamentos no final do processo onde não existe garantia que isto venha acontecer.

Com base nas decisões já existentes nos tribunais de justiça, estão sendo deferidas favoravelmente ações do besc em garantia e caução dos contratos e assim as empresas e pessoas devedoras podem, em muitos casos, conseguir desoneração de outros bens vinculados aos contratos, além da baixa do SPC e Serasa e assim ganhar tempo e o fôlego necessário para o restabelecimento e reorganização financeira dos negócios.

Fornecemos cártulas de ações do Besc em qualquer quantidade para advogados atender suas clientes acompanhadas do laudo de avaliação e de autenticidade.

Ainda está com dúvida?

Envie uma mensagem explicando sua dúvida ou situação e será respondida o mais breve possível!

Sr. Emanuel Gonçalves – Consultor de Dívidas

Como sair das dívidas: 5 estratégias para sair do vermelho

Como sair das dívidas: 5 estratégias para sair do vermelho

Como sair das dívidas?

Talvez esta seja a pergunta que você tem feito e que provavelmente tem tirado o seu sono. Infelizmente você não é o único a ter essa preocupação.

Logo no início de 2016 o Brasil registrou o maior recorde de endividamento, foram quase 60 milhões de pessoas endividas em todo o país, 5 milhões a mais do que em 2015.

Os grandes motivos para o inadimplência são: desemprego, descontrole financeiro e até mesmo empréstimo do nome para familiares e amigos.

Mas como sair das dívidas urgente e de uma vez por todas? Como sair do vermelho e limpar o nome na “praça”? Confira a lista que o SOS Dívidas preparou pra você sair das dívidas:

 

1. Entenda o real motivo das dívidas terem surgido

Antes de mais nada é preciso olhar pra trás e ver como as dívidas foram contraídas. É preciso fazer uma análise de como exatamente você ficou endividado, se foi por conta de um acidente de carro, problemas de saúde, desemprego, ou descontrole nos gastos.

Essa autoanálise é de extrema importância, pois não vai adiantar nada criar um plano para sair das dívidas se não souber de onde elas surgiram. Se uma análise não for feita você até poderá criar um plano para sair do vermelho mas correrá o mesmo risco de cair de novo na armadilha ou nunca mais sair dela.

2. Conheça seu inimigo

Para vencer seu maior inimigo, que são suas dívidas, você precisa conhece­-lo para, então, depois começar a trabalhar em uma solução. Com base na autoanálise que citamos anteriormente, peque uma caderneta ou use seu computador para criar uma lista simples com todas as suas dívidas e não apenas isso, coloque também no papel todas as demais despesas que possui.

Fazendo isso você terá uma visão maior do que você está enfrentando Não se assuste pois isso te ajudará a criar um planejamento para solucionar o problema a curto, médio ou longo prazo de acordo com a dimensão…

3. Evite afundar ainda mais

Se você deseja realmente se livrar de suas dívidas uma coisa sábia a fazer é cortar ou, pelo menos, reduzir seus gastos. Antes de mais nada você precisa ter em mente que, continuar gastando com coisas não tão importantes só aumentará as chances de afundar ainda mais e não ajudará em nada na recuperação de sua vida financeira.

Comece a anotar absolutamente tudo e sempre faça um planejamento antes de comprar qualquer coisa. Adquira o habito de se perguntar; “Eu preciso mesmo comprar isso agora?”

4. Dê prioridade aos “peixes grandes”

Dê prioridade total as dívidas que envolve sua subsistência, é comum nesta situação de endividamento desorganizar completamente o orçamento pessoal e familiar, portanto, priorise esse pagamentos antes que todos, ou seja, condominio, agua, luz, telefome, Iptu, escola ou faculdade, aluguel ou prestação do imovel, enfim tudo que envolve o bem estar pessoal e familiar.

As dívidas com juros altos como cheque especial e cartão de credito, entre outras, deixe por ultimo, não se engane, lá na frente ele vão reduzir, funciona assim, quanto mais antigo o vencimento por maior que seja a elevação apresentada, também será enorme os descontos concedidos, é assim que funciona.

 

5. Proponha uma solução aos seus credores

Este ponto é o mais importante para quem deseja quitar todas as dívidas. É através da renegociação de dívida que o inadimplente tem a chance de ver livre desse pesadelo.

Entre em contato com seus credores e mostre que está disposto a pagar suas dívidas. Procure entrar em acordo para conseguir um bom desconto para a quitação total da dívida ou pagando a menor parcela de juros.

Sabemos que são muitas as dificuldades encontradas quando você procura renegociar suas dívidas, sejam recente ou mais antigas, portanto, procure sempre registrar uma manifestação ou reclamação através da “ouvidoria” das empresas credoras, quase todas tem ouvidorias e normalmente retonam as manifestações dos consumidores rapidamente.

Mas fique atento para não contrair novas dívidas ou fazer um mau negócio, lembre­-se sempre; “Dividas não se paga contraindo mais dívidas”

 

 

Ainda está com dúvida?

Envie uma mensagem explicando sua dúvida ou situação e será respondida o mais breve possível!

 

 

Sr. Emanuel Gonçalves – Consultor de Dívidas

 

 

 

 

Mito: A Dívida prescreve em 5 anos?

dívidas nome sujo

Se você encontrou consolo na ideia de que a dívida prescreve em 5 anos, você e milhares de pessoas conhecem somente a metade da história. Na verdade, não é isso que acontece e nesse post vamos contar toda a verdade para você.

No Brasil, há cada vez mais pessoas passando por uma situação de endividamento. Em alguns casos, o endividamento é tanto que a chance de quitar as dívidas e limpar o nome por si mesmo é muito pequena.

E você já deve ter ouvido falar que essa dívida prescreve em 5 anos, simplesmente desaparece, ou como chamam, caduca. Essa verdade é apenas parcial.

Uma coisa é a base de dados do SPC/SERASA e outra coisa é a base de dados do próprio banco ou instituição a quem você está devendo. De fato, a dívida prescreve em 5 anos. O que é um mito é a crença de que caducar significa que todas as dívidas são perdoadas e que tudo voltará ao normal no que tange ao seu crédito “na praça”.

Sua dívida, depois de certo tempo, é cadastrada em órgãos como SPC e SERASA, certo?

Nesse momento começa a longa espera pelo final dos 5 anos para a sua dívida sumir e você ter condições de virar a página, a esperança de um novo começo.

Na verdade, não é que a dívida prescreve em 5 anos: o que caduca são as restrições no SPC/SERASA. Ou seja, após cinco anos, elas não podem mais aparecer no SPC/SERASA, o que significa que seu nome ficará, a princípio, limpo.

O Sr. Emanuel já ajudou milhares de famílias que  estavam sem saber o que fazer para quitar seus débitos e sair do vermelho. Hoje estão agradecidas por encontrarem o caminho certo.

Sr. Emanuel Gonçalves – Consultor de Dívidas

DICAS
GRUPO DE DESAFIO 21 DIAS SENSACIONAL! CLIQUE AQUI

SEJA UM CONSULTOR DE DÍVIDAS
CLIQUE AQUI
https://www.consultordedividas.com.br/consultor-de-dividas

APRENDA COMO NEGOCIAR DÍVIDAS COM BANCOS, CARTÕES E FINANCEIRAS.
CLIQUE AQUI
https://sosdividas.com.br/ebooks

ESTÁ ENDIVIDADO E NÃO SABE O QUE FAZER, VOU LHE AJUDAR PESSOALMENTE.
CLIQUE AQUI
https://diskdividas.com.br

Como Sair das Dívidas e Limpar seu Nome

dívidas nome sujo

Já pensou em sair das dívidas, limpar seu nome e ter tranquilidade para viver em paz?

E é justamente um método assim que foi desenvolvido por Emanuel Gonçalves, maior autoridade no assunto no Brasil, que mais de 27 mil pessoas já utilizaram para Sair das Dívidas, e agora você também terá acesso.

sair das dívidas

No Brasil os Bancos, Financeiras e grande parte de todo serviço que lhe oferece crédito, na maioria das vezes eles usam práticas ilegais e imorais, tanto com cobranças de juros abusivos quanto em diversas práticas contra o Direito do Consumidor.

Muitas pessoas por falta de conhecimento acabam pagando o que não precisam pagar, e s?o extorquidos de forma desleal pelo Sistema Financeiro treinado exatamente para isso: Tirar proveito da sua falta conhecimento dos seus Direitos.

Devido a isso o SOS Dívidas saiu em busca de fazer justiça em favor de pessoas e empresas em apuros nas mãos do Sistema Financeiro, e nesses mais de 20 anos atuando ajudou milhares de seus clientes a Sair das Dívidas.

Porém o que aconteceu foi que com o passar do tempo o Emanuel Gonçalves visualizou que não conseguiria mais atender novos clientes de Consultoria, a sua agenda estava lotada, o seu tempo estava escasso, e a maioria das pessoas que lhe procuravam sequer tinham condições de lhe pagar pelos seu honorários referente ao seu tempo de trabalho.

Foi então que o Especialista Emanuel teve uma ideia que poderia ajudar milhares de pessoas de forma prática, eficaz, com passo a passo definido, que qualquer pessoa pudesse realizar para sair das dívidas, e principalmente com economia, sem ter que lhe pagar por consultorias financeiras.

 

 

Ainda está com dúvida?

Envie uma mensagem explicando sua dúvida ou situação e será respondida o mais breve possível!

 

 

Sr. Emanuel Gonçalves – Consultor de Dívidas

 

 

 

 

Empréstimo Consignado: Uma Bola de Neve

empréstimo-consignado

O crédito consignado é um serviço financeiro voltado para aposentados, pensionistas e servidores públicos e, por conta do desconto em folha, é um empréstimo que não possibilita muito “jogo de cintura”.

Antes que você possa ver se poderá pagar a parcela do mês, seu salário já vem descontado e o dano já está feito.

Essa limitação leva os contratantes a se sentir obrigados a renegociar o contrato do empréstimo, diluindo o crédito em ainda mais parcelas. Isso acaba sendo atraente, porque contratos de crédito consignado são longos, em mais de 72 meses, resultando em parcelas relativamente baixas.

Mas, a cada renegociação, a parcela aumenta um pouquinho – ou a duração do contrato, assim como os juros acumulados do empréstimo e você se vê em uma situação cada vez mais difícil de quitação daquela dívida.

É isso que chamamos de bola de neve

Digamos que você tem algum problema que impacte sua vida financeira. Por exemplo, seu carro pifou ou você precisou de um procedimento cirúrgico e isso desfalcou sua renda naquele determinado mês.

Seu salário já vem descontado todo mês por conta do empréstimo. Então, você se sente na obrigação de deixar de pagar alguma outra coisa de modo a “sobrar” dinheiro para custear o tal reparo do carro ou o tal procedimento cirúrgico.

No entanto, no mês seguinte, além de todas as contas que você tem para pagar, você também tem aquelas que você deixou de pagar no mês anterior para custear o imprevisto que ocorreu.

Com isso, o dinheiro fica ainda mais curto e você acaba deixando de pagar algumas coisas desse mês para pagar algumas que ficaram em aberto do mês passado. E com isso, começa a bagunça na sua vida financeira e, a cada mês que passa, há mais coisas em aberto, os juros vão acumulando e você não sabe de onde tirar dinheiro.

Claro que você se lembra “daquele empréstimo consignado que você pegou e ficou aquela parcela em conta” e resolve pegar outro. O dinheiro que você recebe pelo empréstimo pode até ser suficiente para quitar todas as suas dívidas, mas, agora, seu salário virá ainda menor todo mês por muito tempo, até que os dois contratos sejam liquidados.

Outra alternativa são empréstimos normais que os bancos oferecem para débito em conta, outra forma super inflexível de pagar por um contrato de crédito. Mas muitos sentem a obrigação de recorrer a esses serviços bancários e, depois, se veem com boa parte do seu salário comprometida todo mês por conta de tantos empréstimos, consignados ou não.

Por isso, ter um pedaço de seu salário comprometido todo mês com um desconto em folha do qual você não consegue fugir não é uma boa ideia!

É por essas e outras que o empréstimo consignado é um recurso financeiro muito perigoso, principalmente para idosos, normalmente o principal alvo dessa modalidade de crédito.

Afinal, são os consumidores que mais precisam de jogo de cintura para comportar gastos com remédios, tratamentos e quaisquer outras despesas médicas que possam surgir de última hora e, ao contrário de consumidores mais jovens, que podem ainda correr atrás de rendas extras de última hora, muitos idosos contam apenas com o rendimento que chega todo mês – por isso, recebê-lo cada vez menor é um verdadeiro problema.

Então, resista à tentação. Mesmo que você já tenha vários empréstimos e esteja “viciado” – ou seja, achando que é sua única solução, aprenda a dizer não!

Se você gostou do nosso conteúdo deixe seu comentário e compartilhe com seus amigos!

 

 

Ainda está com dúvida?

Envie uma mensagem explicando sua dúvida ou situação e será respondida o mais breve possível!

 

 

Sr. Emanuel Gonçalves – Consultor de Dívidas

 

 

 

 

WhatsApp chat